15 de ago de 2011

Um dia (parte 1)


                                                                     imagem: weheartit


Um dia você vai.
Não sei o que, mas vai.
Não adianta fugir
Do possível, e muito menos do que não é.

O amor não é impossível;
Só é impossível não amar.
(Até o ódio tem amor)

Flor ferida que não cicatriza está para sempre marcada
Pelo corte do amor
Que dói muito, muito, muito, nada, muito.


by Rachel Nunes*

6 comentários:

Viviane Peres disse...

Visitando seu blog. Já estou seguindo. Adorei seu espaço. bjao

Alexx Albert disse...

Realmente muito Simples e Lindo, Parabéns por essas palavras expressivas!!!

Danilo MM disse...

Um dia há de ser.

Iháscara Cardoso disse...

meninaa,não sabia que escrevia tão bem assim, estou descobrindo a sua sensibilidade, parabéns!

Maya Quaresma disse...

Escreve logo a parte 2! rsrs...

Adoro teus escritos!

Beijos

Por que você faz poema? disse...

Entre o nada e o muito:
poesia.