11 de mar de 2012

Correntes.

imagem: tumblr


Aprisionaram-nos,
Retiraram nossas asas,
Sufocaram nosso vazio
 E encheram com nada.

Nesse mundo, o tudo é a prisão.
Para minha rota,
O jardim é a satisfação.

Do canteiro de palavras, 
Não dá para ver a prisão
Que encarcera a mente,
Mas não prende o meu coração.

Há espinhos no caminho,
Mas a viagem é doce.

Se estiveres sozinho, 
Lembre que duas prisões
Formam juntas uma liberdade.


by Rachel Nunes*


4 comentários:

Maya Quaresma disse...

Uou! Mas guria... teu texto está demais viu?!

"...Há espinhos no caminho, mas a viagem é doce..." E o final...tão tão lindo.

Gostei desse contexto de duas prisões formarem uma liberdade.

Beijos lindona!

Maya Quaresma

Meire Oliveira disse...

Lindeza de palavras as suas! Pode até haver espinhos pelo caminho, mas está em nossas mãos encará-los com doçura.

bjos de luz.

Danilo MM disse...

Somos nosso cárcere.

A.S. disse...

Rachel,

Num jardim de palavras nos encontraremos um dia, livremente, entre as sílabas!...


Beijos,
AL