23 de dez de 2011

Ainda é primavera.

imagem: weheartit


Lâminas de fogo dilaceram o mar.
Fazem escorrer o sangue do ar que evapora.
Há uma vontade de viver que sobrevive. 

Em algum canto deste coração,
Uma esperança floresce em meio à escuridão.

E sei que a flor ainda não morreu.
O rio só secará quando vida e morte não mais se encontrarem.
A pipa só cairá no dia em que a noite adormecer sem lua.

Porque é preciso haver morte na vida 
E vida na morte.
Assim como o fim do dia
Não acontece sem a anfitriã dos astros.

A flor vai murchar, no mesmo instante que a necessidade deixar o ser.


by Rachel Nunes*

5 comentários:

Fernanda Fraga disse...

Pq é preciso garra pra ir além do indivisível, sem ela nada somos.
Um beijo...

Fernanda Fraga.

rejane disse...

oie? adorei seu blog muito lindo...se puder visitar o meu ou seguir agradeceria muito voando-em-sonhos.blogspot.com....abraços para ti e feliz natal...

Danilo MM disse...

Voltaremos a florescer.

. pamela moreno santiago disse...

Boa tarde.
Desculpa o incomodo, mas venho hoje pedir que olhe com carinho meu blog de resenhas literárias, o O Leitor.
Se puder fazer parte, agradecemos.

Obrigada e uma ótima segunda-feira. Beijos,

Pamela.

Anjo Canhoto disse...

http://anjocanhoto.blogspot.com/