7 de set de 2011

Ainda não parou

                                                                   imagem: weheartit



           Não consegue ver que ainda balanço o pêndulo? 
Que ainda espero uma reação? 

Não sei por que, mas sou assim:
 estico os olhos para tentar ver o que eles não conseguem. 

Não suporto a ideia de nunca sentir o vir e só ter o ir. 
Na minha perturbada inquietude, na floresta tenebrosa do nunca. 
Necessitando de um feixe de luz no meio das folhas.



by Rachel Nunes*

3 comentários:

Danilo MM disse...

O Sol ainda há de brilhar.

Maya Quaresma disse...

Eu preciso disso, necessito de uma luz que me faça ter a vontade de voltar a viver como eu era antes de certas coisas.

Beijos querida!

Evandro L. Mezadri disse...

Escreve com a alma, Rachel!
Gostei muito de seu estilo.
Grande abraço e sucesso!